skip to Main Content

Vinhas do Lasso Garrafeira

11.90 

Sabias que a zona de Alenquer já foi famosa e referenciada nas cortes europeias pelos seus vinhos de excelência?

Mas esse tempo já lá vai há muito e hoje, passados 131 anos desses anos de glória na vida de Alenquer, são os atuais produtores os grandes responsáveis pelo regresso desta região ao prestígio internacional.

As célebres ‘Quintas de Alenquer, onde se inclui a Quinta do Pinto – têm dado um contributo decisivo para a valorização dos vinhos desta região,

Lasso, do latim lassus, significa não apertado ou com folga. Bambo, frouxo, largo, relaxado e gasto.
Mas neste caso o nome do vinho serve para homenagear a avó da Ana e da Rita Cardoso Pinto, que tinha o apelido Lasso.

O vinho que tens no copo começou com a vindima de 2011 e entrou na garrafa em 2013, onde ficou até hoje. A casta Tinta miúda, plantada quase exclusivamente na Quinta do Pinto , acrescenta muita força ao vinho e, estes anos serviram para que a evolução da mistura das castas ficasse mais harmoniosa.

Tens à tua frente tudo o que precisas para um jantar muito agradável.

Trata-se de um vinho que vai muito bem à mesa, acompanhado por um spaghetti alle vongole, a receita sugerida pelo chef Sebastião Vasconcelos.

Cheers!  🍷

Adicionar aos Favoritos
Adicionar aos Favoritos

Descrição

REGIÃO | Lisboa/Bucelas/Colares
TIPO | Tinto
CASTAS
Alfrocheiro, Aragonês, Tinta Miúda e Touriga Nacional
O VINHO
Sendo o Vinhas do Lasso a autenticidade da região de Lisboa, com este
Garrafeira 2011, Demonstramos bem a evolução das nossas castas e a
capacidade de guarda deste ano e desta região. Elaborado com as castas
tradicionais da região Aragonês, Touriga Nacional e Tinta Miúda, ao qual
juntamos o Alfrocheiro, produzindo um vinho de grande complexidade,
taninos firmes e bom volume. Apresenta um final longo e persistente.
VINIFICAÇÃO
Vindima manual em caixas de 20 kg com posterior selecção de cachos,
desengace e fermentação com leveduras indígenas a uma temperatura
controlada de 24ºC- 28ºC. Seguiu-se um período de maceração pelicular
pós-fermentativa de 3 semanas, que promove uma maior extracção dos
elementos nobres das películas. Subsequente fermentação maloláctica.
ESTÁGIO
Durante 9 meses, em barricas de carvalho francês.
NOTAS DE PROVA
Cor: Granadada carregada com tons violáceos.
Aroma: Aroma Exuberante a aromas de frutas maduras de cassis, groselha
preta e cerejas. Notas de tabaco e chocolate preto.
Boca: Rico e complexo na prova, com taninos bem estruturados.
SERVIR / DESFRUTAR
Pratos de Carne e Caça. Queijos e patês. Sobremesas onde o chocolate
preto predomina.

Informações técnicas

Álcool: 14%

Acidez Total: 4,73 g/L

pH: 3,74

Açucares Totais: 1,8 g/L

Receita

Descarrega aqui a receita

Empada de perdiz e mix salada com romã by Chef Sebastião Vasconcelos
Ingredientes:
2 embalagens massa folhada fresca
1 bem mesclum salada (mix salada)
3 perdizes
1 ramo tomilho
1 ramo alecrim
5 dentes de alho
5 grão cravinho
5 grãos de zimbro
Pimenta preta
1 Chouriço de carne
300 gr Cogumelos paris
2 ovos
1 romã
0,5L de vinho tinto
q.b. pimenta e sal
azeite
vinagre balsâmico
200 gr nozes
80 gr manteiga
100 gr farinha
50ml Vinho branco
500 ml água

Modo de Preparação:

Num tacho juntar água, o vinho tinto, metade do tomilho, metade do chouriço de carne, dois dentes de alho esmagados o cravinho o zimbro, a pimenta uma pitada de sal e ferver. Acrescentar as perdizes, meter o lume no mínimo e deixar cozer durante 60 a 90 minutos.
Quando estiverem cozidas, reservar cerca de 800 ml do caldo. Desfiar as perdizes e guardar a carne.

Noutro tacho, regar o fundo com azeite e quando já estiver quente, juntar a outra metade do chouriço de carne cortado em pequenos cubos. Saltear até começarem a largar a sua gordura e adicionar os cogumelos já laminados. Temperar com sal e pimenta.
Quando o chouriço e os cogumelos estiverem confecionados regar com uma chávena de café de vinho branco. Deixar o álcool evaporar e juntar 80 gr manteiga e as 100 gr de farinha. Deixar a farinha cozinhar ligeiramente e adicionar o caldo onde foram cozinhadas as perdizes. Por último juntar a perdiz desfiada e a salsa picada.

Montagem
Pré aquecer o forno a 180º
Pegar na massa folhada e estender sobre a tarteira, calcar com os dedos e espalhar o recheio. Certificar que a massa folhada cai em todos os sentidos para fora da tarteira para depois conseguirmos fechar a empada.
Com a segunda folha de massa folhada cortar de forma a que cubra todo o recheio, mas que fique dentro da tarteira. Fechar a empada com os dedos, puxando a massa de fora para dentro.
Pincelar a parte superior da empada com duas gemas. Com a massa restante podemos adornar a empada com pequenas estrelas, corações, fica a seu gosto.
Colocar a empada num tabuleiro e meter dentro do forno por 40 min.

Vinagrete para a salada
Num pequeno recipiente com tampa colocar para uma 1 medida de vinagre balsâmico, três medidas de azeite. Juntar um pouco de sal pimenta, mostarda Dijon se gostar, e fechar o recipiente. Agitar vigorosamente.
Cortar a romã ao meio e com uma colher bater na casca para que as sementes caiam dentro da saladeira. Colocar o mix de saladas e as nozes picadas. Regar com o vinagrete e envolver.

Num prato colocar uma fatia da empada e uma porção de salada, e saborear.

Avaliações dos Clientes

Avaliações

Não há comentários ainda.

Leave a customer review

Avaliações dos Clientes

Avaliações

Não há comentários ainda.

Leave a customer review

COMO FUNCIONA

Your wine at home

A ESCOLHA

Nós escolhemos o vinho com a ajuda dos nossos especialistas.

A ENTREGA

Tu escolhes o local onde queres que o vinho te seja entregue. Em casa, no trabalho, na casa de férias ou de um amigo.

A PROVA

Guardamos o melhor para o fim: a prova. Delicia-te com a escolha que preparámos para ti, diverte-te e… repete tudo outra vez.

Back To Top
TEM IDADE LEGAL PARA O CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS? Para aceder a esta página deve ter idade legal para o consumo de bebidas alcoólicas, de acordo com os termos legais do seu país.
Close search
Carrinho